vossblues.no Parajumpers jakke Norge canada goose jacket sale canada goose jakker dame doudoune canada goose homme manteau canada goose pas cher canada goose jacket sale billiga canada goose jackor

:: Sabaranet.com.br :: O Portal de Sabará :: Sindigás lança campanha contra revenda clandestina de gás de cozinha :: REDAÇÃO ::
 

Veja todos os serviços de TELE-ENTREGA de Sabará
VEÍCULOS - CARROS
VEÍCULOS ANUNCIOS
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
TERRENO - CENTRO HISTÓRICO
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
PROCURO NO SCHARLÉ
CONSULTE

OUTROS
SUA MAIS NOVA OPÇÃO EM SABARÁ!
CONSULTE

INFO - OUTROS
DIGITAÇÃO EM GERAL PARTICULAR E EMPRESA
CONSULTE

Inclua seu anúncio GRATUITAMENTE*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E-Mail:
Assinar
Remover


 
CAPA

Sindigás lança campanha contra revenda clandestina de gás de cozinha
 

Cartaz vai identificar os pontos autorizados de revenda; Sindicato alerta para o perigo de botijões armazenados em locais sem ventilação e ensina como saber se o gás é regular.
A revenda clandestina do gás de cozinha é um perigo que pode morar ao lado da sua casa. Para combater irregularidades e evitar acidentes, Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) lança, nesta quinta-feira (1º), uma campanha que vai identificar os pontos autorizados de revenda de gás. O presidente nacional do Sindigás, Sérgio Bandeira de Mello, alerta que locais não especializados, como açougues, padarias e mercearias, a princípio não possuem autorização. “O gás tem que estar armazenado em um lugar ventilado, com autorização do Corpo de Bombeiros e da Agência Nacional do Petróleo (ANP)”, lembra.
“Se você é vizinho de um depósito não autorizado, apesar do botijão ser muito seguro, você tem o risco porque um ambiente com gás sem ventilação pode causar um acidente muito grave. A maioria das pessoas que vendem gás em carrinhos e bicicletas armazena em locais proibidos”. Para ter certeza de que o gás está regular, é preciso prestar atenção nos cartazes vermelhos do Sindigás, que serão afixados nas paredes dos estabelecimentos autorizados, e também no botijão.
“Tem que ver se o botijão tem um selo amarelo do sindicato”, explica Sérgio Bandeira de Mello.
Outra dica é exigir a nota fiscal. “A nota é o que garante aos consumidores terem direito ao Código de Defesa. O vendedor regularizado pode dar a nota e o consumidor deve exigir”, afirma o presidente do Sindigás. Algumas normas de segurança também ajudam a prevenir acidentes. “A pessoa deve verificar se o lacre do bujão está firme, porque o lacre frouxo é um forte indício de adulteração”, ensina Sérgio Bandeira de Mello.
“Além disso, o nome da empresa coincide com nome no rótulo de instruções de segurança e no rótulo do botijão”. “O consumidor deve comprar num local seguro, ver se a mangueira está vencida e se tem o selo do Inmetro, ver a validade da mangueira, já que ela resseca com tempo. A válvula só vale por cinco anos, mas as pessoas não trocam”, explica.
“O risco não é com botijão, mas com a instalação. O botijão não explode, mas a instalação tem que ser segura”.
Qualquer dúvida pode ser tirada pelo telefone da Agência Nacional do Petróleo: 0800-970-0267.

FISCALIZAÇÕES COMEÇARAM CLIQUE NOS LINKS ABAIXO!!

Interditada revenda clandestina de gas e fogos de artificio no bairro Ato Vera Cruz VEJA AQUI

Interditada revenda clandestina de gás no bairro Lagoa VEJA AQUI

NOVO BOTIJÃO DE GÃS COM A METADE DO PESO VEJA AQUI

 

 
Edição: 647
Postado em: 9/28/2007 12:06:53 PM
Anuncios Sabaranet | Fone: 31 8590-4080
     

 

     


Veja mais notícias

 

Estrada Real

 

 

.

Visitantes on-line: 2121

.
.
aa
aa

.