vossblues.no Parajumpers jakke Norge canada goose jacket sale canada goose jakker dame doudoune canada goose homme manteau canada goose pas cher canada goose jacket sale billiga canada goose jackor

:: Sabaranet.com.br :: O Portal de Sabará :: PRODUTORES ESTÃO OTIMISTAS PARA O FESTIVAL DA JABUTICABA :: REDAÇÃO ::
 

Veja todos os serviços de TELE-ENTREGA de Sabará
VEÍCULOS - CARROS
VEÍCULOS ANUNCIOS
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
TERRENO - CENTRO HISTÓRICO
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
PROCURO NO SCHARLÉ
CONSULTE

OUTROS
SUA MAIS NOVA OPÇÃO EM SABARÁ!
CONSULTE

INFO - OUTROS
DIGITAÇÃO EM GERAL PARTICULAR E EMPRESA
CONSULTE

Inclua seu anúncio GRATUITAMENTE*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E-Mail:
Assinar
Remover


 
COMUNIDADE

PRODUTORES ESTÃO OTIMISTAS PARA O FESTIVAL DA JABUTICABA
 

 O 22º Festival da Jabuticaba será realizado nos próximos dias 15 e 16 de novembro, na Praça de Esportes, de 9 às 22 horas. Além de Sabará ser conhecida por abrigar grandes riquezas históricas, belas igrejas, por uma gastronomia típica dos mineiros, como o frango com quiabo, a costelinha com ora-pro-nóbis entre outras comidas de dar água na boca, também é considerada a Terra da Jabuticaba. Os produtores dessa deliciosa bolinha preta, agora contam com a chuva para que as jabuticabeiras já floridas produzam abundantemente, para que este festival seja um dos melhores já realizados.

Com a jabuticaba é possível criar uma infinidade de produtos e a cada ano inova-se mais. A expositora, Déa Ramalho Evangelista, conta que já fez geléia, licor, vinho, bombom, musse, sorvete, chup-chup, rocambole, canudinho, sanduíche com patê da fruta e até um molho semelhante ao catchup, que pode usado em sanduíches, saladas e para temperar carnes, principalmente as assadas. “Estou muito otimista e confiante para este ano. Acredito que será um grande festival. Vou oferecer geléia, licor, vinho e molho, porque é o que mais vende”, revela a expositora.

De acordo com Déa, toda a organização física e divulgação do evento ficam por conta da prefeitura. Os barraqueiros apenas contribuem com uma taxa que serve para dar manutenção nas barracas e para manter a limpeza do local. Este ano o festival terá a participação de 30 produtores dos derivados da jabuticaba, 20 produtores da fruta in natura e 13 barracas gastronômicas. A expectativa é de que 40 mil visitantes compareça, durante os dois dias de festa. Espera-se que sejam vendidos cerca de 45 mil litros de jabuticaba, durante o festival.

A expositora relata que no festival do ano passado ficou decepcionada com as vendas. Segundo ela a data não foi apropriada, devido à chuva que atrapalhou os turistas e a própria comunidade a saírem de casa para prestigiarem e degustarem das delicias feitas com as jabuticabas. Mas, relembrou de outros festivais que foram um sucesso. “O primeiro que participei foi uma glória! Conquistei meu espaço, vendi todos os produtos e ainda recebi um troféu, pelo 2º lugar conquistado por ter feito a melhor geléia”, garante Déa. O troféu que a expositora ganhou, foi do tradicional concurso que elege as melhores geléias e licores dos expositores participantes do festival. Mais uma vez, como sempre acontece, durante o evento uma comissão julgadora avaliará os mais saborosos produtos comercializados.

Para muitos a famosa bolinha preta se torna ainda mais gostosa quando é degustada diretamente do pomar. Todos os anos, algumas famílias que residem em regiões rurais, como Pompéu, Arraial Velho e Ravena, já têm o costume de alugarem as jabuticabeiras. Déa conta que algumas pessoas são clientes fiéis. “Têm o hábito de ligarem para os proprietários e pedir para reservar o pé da fruta. O aluguel fica entre R$ 200 a R$ 400”, avalia Déa. Quem aluga o pomar pode comer e colher da fruta à vontade.
Durante todo o festival, a equipe de controle da Vigilância Sanitária Municipal estará fazendo um acompanhamento rigoroso nos stands, visando garantir a comercialização de produtos de alta qualidade ao público. A medida não é adotada no sentido de punir os expositores ou produtores, mas unicamente com o objetivo de garantir o correto acondicionamento e condições sanitárias dos produtos. “Fizemos um curso sobre segurança em alimentos, pelo Sesi e pelo Instituto de Hospitalidade, para nos fornecer mais informações de como manter a qualidade e a higiene do produto. O curso foi patrocinado pela prefeitura”, disse a expositora.

Curiosidade

Pesquisas recentes mostram que a jabuticaba também é de grande notabilidade em relação à quantidade de uma substância chamada antocianinas, presente na casca da fruta. Essa substância de nome estranho é a mesma localizada nas cascas da uva escura e no vinho tinto, responsável por sua pigmentação.

De acordo com pesquisa realizada na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) a antocianina, grande beneficiadora do coração, é encontrada em maior quantidade na jabuticaba do que na uva e possuí o poder antioxidante, ou seja, ajudam a varrer as moléculas instáveis de radicais livres e consequentemente diminui a incidência de tumores e problemas cardíacos nos consumidores da substância.

É importante ressaltar o quão importante é o consumo de derivados que provém da casca da jabuticaba, onde estão concentradas as principais substâncias benéficas da fruta. A parte branca, que é uma das mais consumidas da fruta, também estão presentes substâncias beneficiadoras da saúde, como o ferro, o fósforo, a vitamina C e doses de niacina – vitamina do complexo B que facilita a digestão e auxilia na eliminação de toxinas. Por isso, consumam muito a jabuticaba, adoça a vida e faz bem ao coração!

 
Edição: 693
Postado em: 11/3/2008 5:20:05 PM
Anuncios Sabaranet | Fone: 31 8590-4080
     

 

     


Veja mais notícias

 

Estrada Real

 

 

.

Visitantes on-line: 633

.
.
aa
aa

.