vossblues.no Parajumpers jakke Norge canada goose jacket sale canada goose jakker dame doudoune canada goose homme manteau canada goose pas cher canada goose jacket sale billiga canada goose jackor

:: Sabaranet.com.br :: O Portal de Sabará :: BORBA GATO FOI ESQUECIDA PELA CEMIG :: REDAÇÃO ::
 

Veja todos os serviços de TELE-ENTREGA de Sabará
VEÍCULOS - CARROS
VEÍCULOS ANUNCIOS
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
TERRENO - CENTRO HISTÓRICO
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
PROCURO NO SCHARLÉ
CONSULTE

OUTROS
SUA MAIS NOVA OPÇÃO EM SABARÁ!
CONSULTE

INFO - OUTROS
DIGITAÇÃO EM GERAL PARTICULAR E EMPRESA
CONSULTE

Inclua seu anúncio GRATUITAMENTE*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E-Mail:
Assinar
Remover


 
COMUNIDADE

BORBA GATO FOI ESQUECIDA PELA CEMIG
 

A Eletrobrás (Centrais Elétricas Brasileiras S.A) possui um convênio com a prefeitura para fazer a obra de eletrificação subterrânea do município. A prefeitura paga a Eletrobrás que por sua vez repassa o recurso para a Cemig, a responsável por executar a obra na cidade. Até aí tudo bem. O problema é que desde o dia 31 de agosto, a empreiteira da Cemig abriu um grande buraco por toda a extensão da rua Borba Gato, no Centro para fazer a rede subterrânea, mas não deu seqüência. Os moradores empresários e as pessoas que trabalham na região são os mais prejudicados, mas também tem sido um transtorno, para os motoristas e para quem passa pela rua.

A moradora, Maria da Conceição Almeida, relata ter passado por esse transtorno na rua Borba Gato outras vezes. Segundo a moradora, no mês de janeiro, incorretamente abriram buracos no passeio, em seguida fecharam por causa da festa de Carnaval, em fevereiro. Agora novamente a empreiteira abriu uma extensão de buraco, dessa vez na rua, onde deveriam ter aberto no primeiro momento. “Vieram no domingo, dia 31, colocaram cone pela rua e começaram o serviço. Na segunda e terceira-feira continuaram. Quando foi na quarta-feira dia 3, os operários me disseram que estavam indo embora, porque o pagamento para a realização da obra não havia sido feito. Queremos saber quem não pagou.”, se indigna Maria da Conceição.

Segundo Maria da Conceição, seu carro caiu na vala, o que gerou um prejuízo de mais de R$ 3 mil, como se não bastasse, a moradora chegando do serviço escorregou por causa das pedras soltas e quebrou um dente, além de estar doente por causa da poeira que paira sobre a rua e as casas próximas da região. “Tudo tem limite. As pedras estão soltas escorregando para o meio da rua, quando passa caminhão e ônibus corre-se o risco de espirrá-las nos pedestres”, se previne à moradora. Um outro problema apontado foi quanto às festas que acontecem no Cravo Vermelho. “A minha vizinha comentou comigo, sobre o medo que ela tem, dessas pedras soltas servirem de armas para àqueles que muitas vezes brigam quando saem de festas no Cravo Vermelho”, lembra Maria da Conceição.

Mais uma situação difícil é o trânsito de carros, que em determinados momentos formam uma longa fila de espera nos dois sentidos. “Por volta de 10 e 11h, os carros passam no passeio, em tempo de atropelar os pedestres, porque não têm como transitar nos dois sentidos. Enquanto um espera o outro passa”, explica Maria da Conceição.

A funcionária de uma loja de roupas, Jordânia de Sena Santos, também reclama da poeira que suja toda a loja, além disso, ela conta que muitas vezes os clientes estão do outro lado da rua e não têm como atravessar, o que acaba gerando prejuízo nas vendas. “Mas o pior é quando os alunos da Escola Estadual Paula Rocha descem todos ao mesmo tempo, correndo risco de caírem nesses buracos e se machucarem”, alerta Jordânia.


 
Edição: 688
Postado em: 9/16/2008 4:36:54 PM
Anuncios Sabaranet | Fone: 31 8590-4080
     

 

     


Veja mais notícias

 

Estrada Real

 

 

.

Visitantes on-line: 1949

.
.
aa
aa

.