vossblues.no Parajumpers jakke Norge canada goose jacket sale canada goose jakker dame doudoune canada goose homme manteau canada goose pas cher canada goose jacket sale billiga canada goose jackor

:: Sabaranet.com.br :: O Portal de Sabará :: FAMÍLIAS PODEM ACOLHER CRIANÇAS QUE SOFREM VIOLÊNCIA EM SEUS LARES :: REDAÇÃO ::
 

Veja todos os serviços de TELE-ENTREGA de Sabará
VEÍCULOS - CARROS
VEÍCULOS ANUNCIOS
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
TERRENO - CENTRO HISTÓRICO
CONSULTE

IMÓVEIS - LOTES
PROCURO NO SCHARLÉ
CONSULTE

OUTROS
SUA MAIS NOVA OPÇÃO EM SABARÁ!
CONSULTE

INFO - OUTROS
DIGITAÇÃO EM GERAL PARTICULAR E EMPRESA
CONSULTE

Inclua seu anúncio GRATUITAMENTE*
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

E-Mail:
Assinar
Remover


 
CAPA

FAMÍLIAS PODEM ACOLHER CRIANÇAS QUE SOFREM VIOLÊNCIA EM SEUS LARES
 

   A Prefeitura de Sabará iniciou este mês, o cadastro para a implantação do “Programa Família Acolhedora” que busca promover a reintegração familiar entre crianças e adolescentes de 0 a 18 anos em situação de risco social. A família acolhedora é aquela que recebe em sua casa, por um período de seis meses a um ano, jovens que foram vítimas de abandono, violência física e psíquica em seu próprio lar. As crianças e adolescentes passam a receber tratamento adequado dentro destas “famílias adotivas” que os acolhem com afeto e dedicação, e aprendem a ter uma melhor convivência social.

    De acordo com informações do Conselho Tutelar, desde 2006, são registrados em média 30 casos de violência contra crianças por mês, porém a média de ocorrências em que há a necessidade de afastamento da vítima do lar, está em torno de quatro casos por mês. Para o Presidente do Conselho Tutelar de Sabará, Douglas Antonio de Lima, o “Programa Família Acolhedora” é importante para assegurar o direito dos infantes, e reestruturar a família de origem onde é o melhor lugar para o desenvolvimento de uma criança.

    O programa conta com o suporte psicológico e social às famílias de origem e às acolhedoras, facilitando o retorno dos jovens e reorganizando a estrutura do lar. A idéia é interromper o ciclo da violência e violação de direitos de crianças e adolescentes e reintegrá-los a sua família de origem. Segundo a gerente de proteção especial da Secretaria de Desenvolvimento Social, Denise Azeredo Costa, Sabará vai mobilizar a população para esse novo Programa. “Já encaminhamos o projeto para a Secretaria de Desenvolvimento Social, mas, precisamos de recursos para desenvolvê-lo. É muito importante a participação da sociedade em querer ajudar. Famílias poderão acolher as crianças por um período”, explica Denise.

    O “Programa Família Acolhedora” conta com apoio do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), o CMDCA – (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) e o Conselho Tutelar.

    As famílias que desejam ser voluntárias e ajudar crianças que sofrem violência passarão por um critério avaliativo do Programa. É necessário se cadastrar e ter residência fixa em Sabará há mais de dois anos. Os pré-requisitos são: ter disponibilidade de tempo e afeto para se dedicar à criança e adolescente, a idade para os acolhedores deve ser entre 24 e 65 anos. O interessado não pode ter nenhum inquérito policial ou estar envolvido em processo judicial, ou problemas psiquiátricos. Os voluntários serão cadastrados e entrevistados participando de um processo seletivo que será realizado pela Equipe Técnica e Grupo Gestor. As inscrições devem ser feitas na Rua São Francisco, 492, Centro. O atendimento é de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.

 
Edição: 677
Postado em: 6/24/2008 5:09:48 PM
Anuncios Sabaranet | Fone: 31 8590-4080
     

 

     


Veja mais notícias

 

Estrada Real

 

 

.

Visitantes on-line: 157

.
.
aa
aa

.